2º Domingo da Quaresma 2018

facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Gramática da Quaresma

Filho

 Partindo da vida…   

A palavra filho reporta-nos a uma relação. Somos sempre filhos de alguém. Nunca estamos completamente separados do mundo.

Ser filho é uma vocação: Sempre somos chamados a compartilhar a vida com alguém.

Somos filhos porque existe sempre alguém que nos precedeu: a vida não se inicia a partir de nós mesmos. Ser filhos significa que a vida nos foi dada.

O filho é o futuro, é a vida que continua. É justamente aí que se esconde o risco: assim como nós não podemos controlar o futuro, do mesmo modo não podemos controlar a vida de um filho.

 

 Escutando a Palavra…   

A Palavra de Deus apresenta-nos diversos modos de viver a relação entre pais e filhos: Deus pede a Abraão que sacrifique o filho Isaac porque Abraão confundiu o dom com o doador. No coração de Abraão há espaço apenas para o filho. Isaac torna-se o centro de sua vida. Deus convida por isso Abraão a recolocar ordem em seu coração e a reconhecer que Isaac é um dom de Deus.

Jacó ao invés mostra tal predição pelo filho José até ao ponto de suscitar a inveja dos outros irmãos.

Maria finalmente sabe acolher a dolorosa distância que permite a Jesus anunciar a todos o Reino de Deus.

 

 Onde podemos encontrar na Bíblia a palavra filho?   

 – Gênesis 27,27

Chegou perto e o beijou. Isaac sentiu o cheiro da roupa dele e o abençoou: o cheiro do meu filho é como o cheiro de um campo que o Senhor Deus abençoou.

João 19,26

Jesus então, vendo a mãe e perto dela o discípulo que ele amava, disse à mãe: “Mulher, eis o teu filho!”.

 

 Perguntas para meditar

Como viveste até hoje a tua condição de filho?
• Qual é o espaço que há em teu coração para Deus?

Gaetano Piccolo SJ.

Allegati