Natal do Senhor 2019

RECREACIÓN DEL HOMBRE CREADO

facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Livro da origem de Jesus Cristo. Assim começa o Evangelho de Mateus. Jesus de Nazaré é referido como nova gênese do ser humano, recriação do mundo criado.

No início, traz uma longa lista de nomes, dividida em três períodos, que vão de Abraão a Jesus, querendo dizer-nos que Deus se encarna na história através da história de homens e mulheres concretos. As gerações de Abraão a Jesus são três vezes 14, ou 6 por 7, isto é, 42. Com Jesus, primogênito de numerosa multidão de irmãos, a história da Promessa atinge sete vezes sete, a perfeição, a realização. Na numerologia bíblica, sete é o número da perfeição, entendida como realização, plenitude; seis, ao invés, é o número que se refere ao homem ainda não completo, incompleto e, como tal, chamado a atingir sua realização, sua totalidade no sete. Lembremos que, de acordo com Gênesis, o homem foi criado no sexto dia. A história humana, portanto, é “inconclusiva”, em contínuo vir a ser, e se tornará sete vezes sete, perfeição alcançada, se colocar Jesus como fundamento de uma nova geração de irmãos: a geração que entrega a vida e seu dom na partilha do bem e dos bens, num amor capaz de ir até o fim.

Do livro Ogni storia è storia sacra de Paolo Scquizzato, Paoline 2019

Fiz uma aliança com o meu escolhido, jurei a meu servo Davi.
Estabelecerei tua descendência para sempre, de geração em geração edificarei teu trono.
Salmo 88 (89), 4-5

Allegati