Missionários assassinados em 2018

facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

No ano de 2018, foram assassinados, no mundo, 40 missionários, quase o dobro em relação ao ano de 2017, que foram 23. A maior parte são sacerdotes. Conforme os dados fornecidos pela Agência Fides, em 2018 foram mortos 40 missionários: 35 sacerdotes, 1 seminarista, 4 leigos. Usamos o termo missionário para todos os batizados, conscientes de que “em virtude do Batismo recebido, cada membro do Povo de Deus, se tornou um discípulo missionário”. Também neste ano muitos missionários perderam a vida durante tentativas de roubo ou furto, feitas com crueldade, em contextos sociais de pobreza, degradação, onde a violência é regra de vida, ou a religião é instrumentalizada para outros fins.

Em todas as latitudes, sacerdotes, religiosos e leigos partilham a vida cotidiana com as pessoas comuns, dando testemunho evangélico de amor e serviço para todos, como sinal de esperança e paz, procurando aliviar os sofrimentos dos mais fracos e levantando a voz em defesa de seus direitos pisoteados, denunciando o mal e a injustiça.