Logotipo do Ano Vocacional da Família Paulina

facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

 

Roma, 26 de novembro de 2018
Festa do Bem-Aventurado Tiago Alberione

Caras irmãs e caros irmãos da Família Paulina,

como conselheiros gerais responsáveis pela Formação em nossas Congregações, saudamo-los e ao mesmo tempo pedimos junto com vocês ao Divino Mestre “as abundantes riquezas da sua graça” para sustentar nossa fidelidade ao carisma recebido.

Hoje celebramos o 47° aniversário de morte do nosso Fundador, o Bem-Aventurado Tiago Alberione: uma data muito significativa para a Família Paulina. Aproveitamos esta oportunidade para apresentar a vocês o logotipo do Ano Vocacional da Família Paulina que nossos Superiores Gerais escolheram a partir de uma seleção de logos apresentados. Agradecemos aos irmãos e irmãs que responderam ao nosso convite a expressar sua criatividade propondo vários esboços.

O Logo escolhido, de autoria do Pe. Ulysses Navarro, ssp, exprime bem o tema do Ano Vocacional da Família Paulina: “Reaviva o dom de Deus” (2Tm 1,6). Oferecemos a explicação do profundo significado do Logo, que o próprio autor compartilhou:

O Logo evoca uma relação dinâmica entre os elementos que o compõem. Embora cada símbolo seja diferente um do outro, todos são processados em um estilo uniforme para significar que cada um é profundamente conectado com os demais. Examinemos os elementos um a um.

1. O símbolo dominante é representado pelas mãos abertas. Vibrantes tanto na forma quanto nas cores retratam tanto o doador quando o receptor do dom. A vocação é um dom que recebemos de Deus. Quando reconhecemos o chamado em nossa vida, abrimos as nossas mãos para recebê-lo. E à medida que amadurecemos em nossa resposta pessoal, abrimos de novo as nossas mãos para ajudar os outros a descobrir e responder a sua vocação.

2. No centro do Logo está a semente que começou a crescer: vulnerável, mas esplêndida. Representa a vocação que requer atenção e orientação. A semente, sozinha, com suas próprias forças não pode sobreviver. Por isto, as duas mãos abertas estão prontas para sustentá-la.

3. Por fim, a água e a terra são visíveis na parte inferior do Logo. Representam os elementos necessários para que a semente (a vocação) cresça. Uma vocação autêntica é profundamente enraizada e alimentada pela oração e pelo bom testemunho dos outros. Não pode existir sozinha e somente para si mesma, mas precisa de base e de inspiração, e estes estão representados pela terra e pela água.

Em Cristo Mestre e em São Paulo:

Conselheiros gerais da Formação

Pe. José Salud Paredes ssp
Pe. Celso Godilano ssp
Karen Marie Anderson e ir. Clarice Wisniewski fsp
M. Anetta Szczykutowicz pddm
Marisa Loser sjbp
Tosca Ferrante e ir. Teresita Cabri ap


Allegati