PAQUISTÃO
Um testemunho de Faisalabad

facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

É difícil acreditar em milagres, mas nós o vimos, em primeira mão, e só podemos cantar as maravilhas do Senhor!

Após o surpreendente convite do Bispo para abrir uma livraria em Faisalabad –havíamos apenas aberto uma em Multan – acolhemos com  grande alegria este pedido como um presente de Mestra Tecla para a Delegação, por ocasião do jubileu de fundação da casa Lahore.

A Delegação, especialmente as jovens,  vibraram de alegria e de novo entusiasmo apostólico. O entusiasmo aumentou ao receber a notícia que chegaria da Itália um contêiner com os móveis para a nova Livraria, enviados pelas Paulinas de Pavia e de Cosenza, cidades de onde elas se retiraram com tristeza e sofrimento. Foi um sinal de que a semente da presença paulina se transfere, mas não morre.

A seguir, iniciamos uma longa batalha para liberar a mercadoria da alfândega. Cada dia aparecia um novo problema burocrático. Mas nós paquistanesas, com a tenacidade típica de quem é habituado a lutar, batemos em todas as portas, durante dois meses, provando que não estávamos dispostas a renunciar aquela mercadoria mesmo sendo uma doação.

Foram momentos de preocupação e tensão até que, à meia-noite do dia 19 de novembro, o contêiner chegou ao local da livraria, próximo da Catedral. Durante a noite ajudamos a descarregar o material. Pela manhã continuamos, com esperança de arrumar as prateleiras para o dia seguinte. Tudo aconteceu sob a direção da Ir. Giovanna Marras que veio da Itália para ajudar. Começou uma nova corrida contra o tempo. Você acredita nisso? A livraria foi organizada em apenas dois dias. Nós somos testemunhas!

O novo Centro ainda não foi oficialmente inaugurado. No primeiro domingo do Advento, porém abrimos suas portas mesmo com pouco material. Agradecemos a todas pelas orações para esta nova fundação! Mas, acima de tudo, agradecemos à Província da Itália pelo presente do material necessário e pela ajuda profissional de Ir. Giovanna Marras. Que o Senhor recompense a todas também em nome do povo paquistanês.

Paulinas do Paquistão