Páscoa 2018

Carta de ir. Anna Maria Parenzan, Superiora geral

facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

 

A todas as irmãs 

Caríssimas irmãs,

É Páscoa! Sintamo-nos novamente convidadas a ir ao jardim onde o Senhor foi sepultado. Como Maria de Magdala escutamos a voz que nos chama, o vemos, o tocamos, queremos retê-lo enquanto lhe dizemos, com imenso amor, «Rabbunì… Meu Mestre».

Deixemo-nos fascinar pelo Rosto do Mestre diante do qual Madalena, na manhã da ressurreição, se prostrou em adoração e foi enviada aos irmãos, tornando-se a superapóstola, a apóstola dos apóstolos, figura da Igreja que, através do anúncio, comunica a experiência profunda do encontro com o Ressuscitado: «Eu vi o Senhor».

Maria, depois do anúncio do anjo, se coloca, “apressadamente” a caminho para chegar à casa de Isabel. Madalena, depois de ter feito a experiência do Cristo ressuscitado, se dirige aos discípulos “apressadamente” para narrar aquilo que seus olhos contemplaram e suas mãos tocaram.

Maria é a primeira evangelizadora. Maria de Magdala a primeira testemunha do Ressuscitado.

Maria, plena do Espírito Santo, canta o Magnificat. Maria de Magdala, que finalmente encontrou o Amado do seu coração (cf. Ct 3,3), repleta de alegria corre a anunciá-lo.

Enquanto acolhemos o convite do próximo Capítulo geral, a levantar-nos, a colocar-nos a caminho, confiando na Promessa… a figura de Maria Madalena abre o nosso coração a uma busca sempre mais ardente do Senhor Jesus, a um anúncio alegre, repleto de amor e de ternura, a uma profissão de fé que se torna abandono de toda a vida Naquele que é “o Fiel”.

Saudações caríssimas a todas, às jovens em formação, a cada colaborador e Cooperador. As nossas pessoas, as comunidades, os centros apostólicos se tornem sempre mais “lugares” através dos quais se comunica a beleza do Ressuscitado, a força e a energia da comunhão, o encanto e a jovialidade de um encontro que transforma a existência.

Com gratidão e grande afeto.

Ir. Anna Maria Parenzan
superiora geral

 


Allegati